Autenticação do Usuário
E-mail
Senha
Esqueci minha senha

Ainda não tem seu Perfil Jurid??
Cadastre-se
Jornal Jurid
pesquisa

Quinta Feira, 24 de Julho de 2014 | ISSN 1980-4288


Projeto prevê adicional de periculosidade para porteiros e vigias de condomínios

O projeto de lei que garante adicional de periculosidade para porteiros, vigias e seguranças de condomínios está na pauta da Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS).

Fonte | Agência Senado - Terça Feira, 04 de Maio de 2010





O projeto de lei que garante adicional de periculosidade para porteiros, vigias e seguranças de condomínios está na pauta da Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS). Para implementar essa medida, o texto acrescenta um parágrafo ao artigo 193 da Consolidação das Leis do Trabalho (Decreto-Lei nº 5.452, de 1943). Ao defender a proposta (PLS 493/09), seu autor, o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), afirma que "tem sido uma constante no noticiário dos jornais a ação de criminosos, principalmente em prédios de apartamentos residenciais, que conseguem adentrar para a prática de roubo e assalto, dominando ou mesmo assassinando porteiros ou vigias que se opõem à sua sanha".

A relatora da matéria, senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN), também defende a sua aprovação. Em um de seus relatórios, ela argumenta que "a concessão do adicional pode não salvar vidas, mas representa uma compensação para as tensões diárias sofridas por porteiros, vigilantes e seguranças de prédios residenciais e comerciais constituídos em condomínios; além disso, valoriza profissionais que não são, via de regra, bem remunerados".

Esse projeto, se aprovado na Comissão de Assuntos Sociais, deverá ser enviado diretamente à Câmara dos Deputados.



Comentários

comentário anderso - porteiro | 26/02/2012 às 22:47 | Responder a este comentário

parabem para senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) que esta lembrando dos trabalador podi conta com meu voto
voce e diguino de ser um senado lembrando
do povo

comentário eduardo paulino - porteiro noturno | 26/07/2012 às 06:20 | Responder a este comentário

lembro que meu avo e meu pai já tiverão esse direito ( ambos porteiros ) se é direito do trabalhador nada mas justo se aprovado esse dinheiro vai ser bem vindo....

comentário Paulo Henrique - Porteiro | 07/08/2012 às 19:44 | Responder a este comentário

Agradeço ao senador Marcelo Crivella,por lembrar da nossa classe;e espero que a proposta seja logo votada e aprovada...

comentário domingos p machado - porteiro noturno em brasilia | 19/11/2012 às 07:52 | Responder a este comentário

agradeço ao senador marcelo crivella pelo apoio aos porteiros de todo o pais contamos tambem com a compreensao da nossa presidenta pois esta profissao tambem e de risco e acima de tudo de segurança dos moradores dos condminios seja ele residencial ou comercial

comentário Luciane A Gomes de Araujo - Chefe de Departamento Pessoal | 27/11/2012 às 14:47 | Responder a este comentário

Parabéns!!!!!!, meu esposo é porteiro noturno e estou sempre em constante oração para que Deus o proteja, a ele e aos condôminos.
Conte com o meu voto Senador.
Abraços

comentário tiago - vigia | 27/12/2012 às 17:42 | Responder a este comentário

esse é um homem próximo a deus e com certeza o meu voto vai ser sempre dele.

comentário joao lopes - segurança | 30/01/2013 às 08:46 | Responder a este comentário

bom dia,trabalho de sugurança em um club tradicional de sao paulo, eu tenho direito a esse adicional de periculosidade?

comentário marcos - porteiro diurno | 17/02/2013 às 00:08 | Responder a este comentário

eu so porteiro de recife e gostaria de saber por que so os vigilante teve esse direito se porteiro faz a mesma funcao e se brincar faz ate que um vigilante obrigado pela atencao

comentário antonio a f - porteiro noturno | 24/02/2013 às 13:58 | Responder a este comentário

o adicional é um direito dos porteiros obrigado aos senadores que lutam por isso

comentário Júlio César Imbrósio - PORTEIRO NOTURNO | 26/02/2013 às 20:06 | Responder a este comentário

Boa noite!
Sou porteiro noturno e trabalho em um condominio comercial,em uma escala de 12x36.
O predio onde trabalho tem 24 andares com 03 pisos de garagem com varios carros de luxo,e inumeras salas.
Sou responsável por tudo,trabalho só e quem faz minha segurança?
O porque não aprovar logo isso aos porteiros?

comentário J?lio C?sar Imbr?sio - PORTEIRO NOTURNO | 26/02/2013 às 20:11 | Responder a este comentário

Obrigado, SENADOR MARCELO CRIVELLA!
Espero que em breve o sr. possa assumir um cargo no SUPREMO TRIBUNAL DO TRABALHO.
Parabéns,e que DEUS abençoa toda sua família...
Obrigado.

comentário Carlos Henrique Pereira Lages - Porteiro | 08/03/2013 às 05:49 | Responder a este comentário

parabéns Senador Marcelo Crivella, sou porteiro do Senai de Araçuai MG já fui ameaçado por bandido no meu serviço, e a firma que eu trabalho não esta pagando periculosidade, sera foi aprovado mais as firmas não e obrigada a pagar.

comentário andrade - porteiro | 11/04/2013 às 01:40 | Responder a este comentário

sera q isso vai ser acontecer

comentário Rudinei Ribeiro - Porteiro | 15/04/2013 às 21:17 | Responder a este comentário

Sou porteiro à mais de dois anos e trabalho em uma empresa de desidratados que fica situada no bairro mais populoso e perigoso da minha cidade. Periculosidade já. Eu apoio essa ideia.

comentário laercio ribeiro - vigilante | 12/05/2013 às 13:59 | Responder a este comentário

laercio vigilante faculdade satc criciuma sc a meu ver porteiro vigia e vigilante sao tres em um.todos fas o mesmo trabalho. portanto eles tambem merece receber a pericolosidade torso por voceis.

comentário Mário Nunes de Oliveira - Porteiro | 04/07/2013 às 08:10 | Responder a este comentário

Alguém sabe dizer se foi aprovada essa lei?

comentário charles tavares - Porteiro Noturno | 27/09/2013 às 00:56 | Responder a este comentário

Ola bom dia, Gostaria de saber se essa lei tem alguma chance de ser aprovada? seria muito bom poder contar com esse auxilio a mais.

Deixe sua opinião!

Evite ofensas pessoais, o ofendido poderá localizá-lo através do IP de seu provedor.









O Jornal Jurid pertence à Jurid Publicações Eletrônicas