Autenticação do Usuário
E-mail
Senha
Esqueci minha senha

Ainda não tem seu Perfil Jurid??
Cadastre-se
Jornal Jurid
pesquisa

Domingo, 21 de Setembro de 2014 | ISSN 1980-4288


2º Tribunal do Júri condena casal acusado de tentativa de homicídio

O Conselho de Sentença acatou a tese da acusação, patrocinada pela promotora Alice Iracema Melo Aragão, e reconheceu que Carlos Renato e Francisca Jocivânia tentaram contra a vida da vítima por motivo fútil.

Fonte | TJCE - Quinta Feira, 18 de Março de 2010





O 2º Tribunal do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua condenou os réus Carlos Renato Félix de Sousa e Francisca Jocivânia Oliveira Araújo pela tentativa de homicídio de Ari Félix Oliveira de Sousa, em março de 2008, no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza.

O Conselho de Sentença acatou a tese da acusação, patrocinada pela promotora Alice Iracema Melo Aragão, e reconheceu que Carlos Renato e Francisca Jocivânia tentaram contra a vida da vítima por motivo fútil. Por isso, o juiz Henrique Jorge Holanda Silveira, titular da 2ª Vara do Júri e presidente do julgamento, fixou a pena dos réus em seis anos para Carlos de Sousa e seis anos e meio para Francisca Araújo. A pena do primeiro deverá ser cumprida em regime semiaberto, enquanto a da ré deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado.

Entretanto, a defesa, que estava sob a responsabilidade do defensor público Gelson Azevedo Rosa, decidiu recorrer da sentença. Os réus aguardarão o resultado do recurso em liberdade.

Crime

A tentativa de homicídio aconteceu, segundo a acusação do Ministério Público, por uma dívida de R$ 10,00 que o réu Carlos Renato tinha com o seu irmão Ari Félix, vítima do atentado.

Consta nos autos do processo que no dia 16 de março de 2008, às 15h30, a vítima se dirigiu à residência do irmão para cobrar o pagamento da quantia em dinheiro. Ao receber resposta negativa sobre a possibilidade de pagamento, Ari teria iniciado luta corporal com Carlos Renato. Naquele momento, a esposa do réu, Jocivânia, desferiu vários golpes de faca contra a vítima.

Ari Félix conseguiu fugir e escapou da morte. Ele foi levado ao Instituto José Frota (IJF) e submetido a uma cirurgia.



Palavras-chave | homicídio

Deixe sua opinião!

Evite ofensas pessoais, o ofendido poderá localizá-lo através do IP de seu provedor.









O Jornal Jurid pertence à Jurid Publicações Eletrônicas